Tratamento da compactação experimental do cólon maior em eqüinos: resultados de laboratório e exames bioquímicos

RESUMO

Avaliou-se ação da solução isotônica poliônica enteral da sene mais fluidoterapia intravenosa e da fluidoterapia intravenosa no tratamento da compactação no cólon maior em eqüinos. Foram utilizados 20 animais divididos em quatro grupos. Os animais dos grupos tratados eram portadores de compactação no cólon maior induzida experimentalmente. O grupo C, controle, não foi tratado, o grupo E8 foi tratado com solução isotônica poliônica enteral (8ml/kg/hora/48horas), o grupo SE recebeu sene (20mg/kg, duas doses de 24/24h) mais ringer lactato intravenoso (10ml/kg/hora/12horas, durante dois dias) e o grupo RL recebeu ringer lactato intravenoso (16ml/kg/hora/12horas, durante dois dias). O tratamento E8 provocou hipernatremia, hipercloremia e hiperglicemia. No grupo SE foi observada maior concentração dos valores de uréia, creatinina, osmolalidade e lactato plasmático. O tratamento RL não resultou em alteração no equilíbrio hidroeletrolítico e foi o mais eficiente para a correção dos valores bioquímicos em eqüinos com compactação do cólon maior, seguido pelo E8. O SE foi o menos eficiente na normalização das variáveis bioquímicas.

Autor: G.E.S. AlvesI; J.D. Ribeiro FilhoII; H.P. OliveiraI; J.M.G. AbreuIII

Veja o artigo na íntegra: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352005000300001