SARCOIDE EQUINO. ASPECTOS CLÍNICOS, ETIOLÓGICOS E ANATOMOPATOLÓGICOS

RESUMO O sarcoide equino é a neoplasia cutânea mais frequente entre os equídeos. Seu comportamento clínico é localmente agressivo devido à sua capacidade infiltrativa, além de ser refratário a diferentes formas de terapias. Morfologicamente, o sarcoide equino é uma neoplasia predominantemente de tecido fibroso, com origem fibroblástica, não metastatizante, que mostra muito frequentemente o envolvimento da epiderme, podendo ser reconhecido como um tumor bifásico. Na sua apresentação clínica são reconhecidos vários tipos e subtipos, sendo descritos os tipos oculto, verrucoso, nodular, fibroblástico, maligno e misto. A etiologia do sarcoide equino esta relacionada à infecção pelos PVB-1 e PVB-2, porém esta neoplasia deve ser considerada como um tumor induzido por vírus com uma variedade ampla de manifestações resultantes de interações entre o agente etiológico, o ambiente e o genoma do hospedeiro. O objetivo deste artigo é traçar um painel atualizado sobre as características epidemiológicas, clínico-patológicas e etiológicas do sarcoide equino.

Autor: Arita de Cássia Marella Cremasco1    Julio Lopes Sequeira2*

Veja o artigo na íntegra: http://www.fmvz.unesp.br/rvz/index.php/rvz/article/viewFile/17/18