Maltodextrina na alimentação animal

Resumo: Na busca da redução dos custos de produção a maltodextrina surge como uma alternativa viável na substituição de fontes de carboidratos consideradas de alto custo. Pesquisas em diferentes espécies animais demonstraram que a inclusão da maltodextrina na alimentação animal proporcionou manutenção no desempenho e redução nos gastos com matéria-prima em animais de interesse zootécnico. Em leitões desmamados a substituição parcial ou total da lactose por maltodextrina garantiu o desenvolvimento morfométrico intestinal e o desempenho zootécnico dos animais. Em leitões, cães e em ensaio “in vitro” foi atribuída a maltodextrina efeito prebiótico. Em equinos, a substituição de amido pela maltodextrina foi bem sucedida. Em aves, as pesquisas ainda são escassas, no entanto, alguns resultados apontam para possibilidade de utilização do carboidrato nesses animais. Mais investigações devem ser realizadas tendo como foco a maltodextrina a fim de se determinar a efetividade da introdução deste produto tão promissor na dieta animal.

Autor: Camila A. Machado, Letícia S. S. Carvalho*

Veja o artigo na integra: http://www.fmv.ulisboa.pt/spcv/PDF/pdf6_2015/14-16.pdf