Alterações radiográficas do aparato podotroclear de equinos da Polícia Militar de Minas Gerais sem sinais clínicos de doença do osso navicular

Resumo: Os objetivos deste experimento foram identificar e associar alterações radiográficas do aparato podotoclear de equinos do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes da Policia Militar do estado de Minas Gerais sem histórico e sinais clínicos de doença do osso navicular. Foi avaliado um total de 33 equinos, de ambos os sexos, com idade entre 10 e 20 anos. Os dígitos torácicos foram radiografados de forma padronizada nas projeções lateromedial (LM), dorsoproximal palmarodistal 65º (DPPD) e palmaroproximal palmarodistal (SK). A radiopacidade medular aumentada em projeção SK foi a principal alteração radiográfica detectada. Essa alteração foi associada a maior número de invaginações sinovais, a maior espessura de cortical em relação à medular em exposição SK e a maior relação corticomedular em exposição LM (P<0,05). Esses achados indicam uma predisposição da população equina para desenvolver a síndrome do osso navicular, possivelmente associada ao trauma repetitivo promovido pelo constante trabalho em piso duro.(AU)

Autor: Azevedo, D.S.D.; Xavier, V.F.; Ribeiro, R.M.; Villela, S.B.; Castro, T.C.; Vieira, R.A.M.; Lima, I.R.; Marval, C.A.; Faleiros, R.R..

Veja o artigo na íntegra: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352015000401033