Soroprevalência da anemia infecciosa eqüina, da arterite viral dos eqüinos e do aborto viral eqüino no município de Uruará, PA, Brasil

RESUMO Os vírus da anemia infecciosa eqüina (VAIE), da arterite viral dos eqüinos (VAVE) e do aborto viral eqüino (Herpesvírus eqüino tipo 1, HVE-1) são agentes causadores de enfermidades nos eqüídeos que podem causar graves prejuízos econômicos. O objetivo do presente trabalho foi estimar a soroprevalência de anticorpos contra os vírus VAIE, VAVE e HVE-1, utilizando como unidades de análise os eqüídeos e as propriedades rurais do tipo familiar do município de Uruará, PA. Os anticorpos contra o VAIE foram pesquisados pela prova de imunodifusão em gel de ágar e os anticorpos contra o VAVE e o HVE-1 pela prova de soroneutralização. O tamanho da amostra foi estimado a partir de um total de 2069 propriedades, caracterizadas por agricultura familiar e ausência de vacinações contra o VAVE e o HVE-1. Foi adotado um nível de confiança de 90%, com uma precisão de 15% e prevalência estimada de 50%. As seguintes prevalências de animais soro reatores para os diferentes vírus foram observadas: VAIE: 17,71% (IC 10,67 – 26,83%); HVE-1: 17,71% (IC 10,67 – 26,83%) e VAVE: 0,00% (IC 0,00 – 3,77%). As seguintes prevalências de propriedades com pelo menos um animal soro reator para os diferentes vírus foram observadas: VAIE: 53% (IC 38,12 – 68,12%); HVE-1: 40.62% (IC 25.96 – 56.65%) e VAVE: 0% (IC 0 – 6.94%).

Autor: Marcos Bryan HEINEMANN1 ; Adriana CORTEZ1 ; Maria do Carmo Custódio de SOUZA2 ; Tatiana GOTTI1; Fernando FERREIRA1 ; Valéria Stachini Ferreira HOMEM1 ; José Soares FERREIRA NETO1 ; Rodrigo Martins SOARES1 ; Sidnei Mioshi SAKAMOTO1 ; Elenice Maria Sequetin CUNHA2 ; Leonardo José RICHTZENHAIN1

Veja o artigo na íntegra: http://www.scielo.br/pdf/bjvras/v39n1/15799.pdf