Estudo laparoscópico dos órgãos abdominais do eqüino por abordagem mediana ventral

RESUMO O presente trabalho descreve a disposição topográfica das vísceras abdominais do eqüino por via laparoscópica, com abordagem mediana ventral, em 3 diferentes vias de acesso: retroxifóide, pré-umbilical e retro-umbilical. Foram realizados 51 exames laparoscópicos, utilizando-se 17 eqüinos, sendo 11 machos e 6 fêmeas, de diferentes raças e idade variando de 18 meses a 24 anos, submetidos a jejum alimentar de 36 horas e hídrico de 12 horas. Os animais foram sedados com acepromazina e para indução ã anestesia foram utilizados éter gliceril guaiacólico, midazolan e cloridrato de quetamina. A manutenção da anestesia foi feita por via inalatória com halotano. Durante o procedimento os animais foram mantidos em decúbito dorsal. Com intuito de melhor observação dos órgãos instaurou-se pneumoperitônio com ar ambiente. Tal abordagem permitiu a observação da cúpula diafragmática, centro frênico, estômago, epiploon, lobos hepáticos, baço, ceco, vários segmentos do cólon maior, cólon menor e intestino delgado, bexiga, útero e anéis ingüinais. Não ocorreram complicações durante os períodos pré, trans e pós-operatórios, demonstrando ser um método seguro de avaliação da cavidade peritoneal, vindo a ser complementar às abordagens já descritas na literatura para laparoscopia diagnostica em eqüinos.

Autor – Luís Cláudio Lopes Correia da SILVA1; Waldir GANDOLFI2; José de ALVARENGA1; Denise Tabachi FANTONI1

Veja o artigo na íntegra – http://www.revistas.usp.br/bjvras/article/viewFile/50296/54409